Caixa reduz juros nos empréstimos habitacionais

Publicado: 09/06/2009 em gerais

Fonte:Investnews

 

A Caixa Econômica Federal reduziu os juros nos empréstimos habitacionais que operam com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). As taxas estarão entre 8,2% e 11,5% ao ano, acrescidos de TR e passam a valer a partir da segunda-feira (08/06). As novas regras podem reduzir as prestações em até 10,58%.
Para os financiamentos enquadrados no Sistema Financeiro da Habitação (SFH) – imóveis com valor de até R$ 500 mil – a redução chega a 1 ponto percentual. Para unidades habitacionais avaliadas em até R$ 150 mil, as taxas serão de 8,9% ao ano, na opção de pagamento via boleto bancário; de 8,4% ao ano para o mutuário que escolher por débito em conta e de 8,2% ao ano para aqueles que tiverem cesta de produtos (conta corrente, cheque especial e cartão de crédito). Anteriormente, os juros variavam entre 8,4% a 9,4%, ambas ao ano.
Os empréstimos para compra de imóveis no valor de R$ 150 a R$ 500 mil terão juros de 10,5% ao ano no caso do pagamento via boleto; de 10% ao ano para débito em conta e de 9,5% ao ano, para cesta de produtos. Antes da redução, a Caixa praticava juros de 9,5% e 10,5% o ano para imóveis avaliados entre R$ 130 mil e R$ 200 mil e de 11,5% o ano para unidades acima de R$ 200 mil e até R$ 500 mil.
Um mutuário de 30 anos que financiar um imóvel no valor de R$ 150 mil, num prazo de até 30 anos, terá uma redução de 10,58% no valor da prestação. Com a taxa anterior ele pagava R$ 1.515,27 por mês. Agora o pagamento será de R$ 1.354,96. Se o imóvel for avaliado em R$ 400 mil, no mesmo prazo, a redução chega a 5,61% – ou seja, uma prestação de R$ 2.282,95 cai para R$ 2.154,86.
O banco reduziu também os juros das operações fora do SFH (imóveis acima de R$ 500 mil) em 0,5% ao ano. Para pagamento por boleto os juros são de 11,5% ao ano; débito em conta são de 11% a.a. e de 10,5% para cesta de produtos.
As condições ainda são mais atrativas para os funcionários de empresas que mantêm convênios com a Caixa para débito das prestações em folha de pagamento. Neste caso, para imóveis com valor de até R$ 500 mil, a taxa efetiva de juros é de 8,2%, juros cobrados também para aqueles que mantiverem cesta de produtos. Para os demais a taxa é de 8,4% a.a.
“Para a Caixa, principal agente das políticas de Governo Federal e líder no mercado imobiliário, é muito importante oferecer as melhores condições para operações de crédito”, destaca a presidente da instituição, Maria Fernanda Ramos Coelho. Hoje o banco responde por 70% do mercado do país.
O SBPE oferece prazo de pagamento de até 30 anos e as quotas de financiamentos chegam a 90% do valor do bem. (MLC – IN)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s