Agressiva na baixa renda, cautelosa na alta

Publicado: 05/08/2009 em mercado imobiliário
Tags:, , , , , ,

Construtora – Gafisa fechou 1º semestre com alta de 14,4% no lucro e estuda adquirirfatias de projetos em andamento

Gafisa deverá manter a estratégia de atuação mais agressiva no mercado de baixa renda, por meio da Tenda, e de análise criteriosa de lançamentos voltados para média e alta renda ao longo do segundo semestre, disse nesta segunda-feira o presidente da empresa, Wilson Amaral.

Conforme o executivo, os estoques mostraram queda “significativa” nos seis primeiros meses do ano, na esteira da recuperação do mercado imobiliário. Ainda assim, até dezembro, a construtora e incorporadora vai optar por “testar” os segmentos de médio e alto padrão.

“Há uma recuperação das vendas nos três segmentos em que atuamos, via Tenda, Gafisa e Alphaville, mas não queremos lançar um produto e não ter uma boa velocidade de vendas” . afirmou Amaral.

“No segmento de médio e alto padrão, vamos observar a reação do mercado para decidir qual será a velocidade de lançamentos”, acrescentou. Ao final de junho, os estoques da companhia, a valor de mercado, somavam R$ 2,7 bilhões, ante R$ 2,9 bilhões em março.

A Gafisa registrou lucro líquido de R$ 94,501 milhões no primeiro semestre deste ano, com alta de 14,4% sobre igual período do ano passado. O presidente da construtora, Wilson Amaral de Oliveira, disse ontem que a empresa pode estu dar aquisições de fatias de projetos em andamento no mercado imobiliário.”A gente assistiu a um volume muito grande de lançamentos em 2006, 2007 e 2008 e parte desses projetos vai estar disponível para aquisição em algum momento do seu ciclo”, afirmou, durante teleconferência. Neste ano, a Gafisa já comprou nove projetos, com Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 82 milhões.

Apesar disso, o executivo reconheceu que, hoje, o volume de lançamentos no mercado ainda está abaixo de 2006 e 2007. “As empresas, em geral, estão extremamente cuidadosas com a preparação dos projetos e os que estão sendo lançados são bons. Produtos bons vão apresentar grande  liquidez porque o maior problema, que era o da confiança, não existe mais. O cliente continua cauteloso, mas está muito mais confiante do que há seis meses”, considerou.

 

19 PROJETOS EM 2009

Só a Gafisa. informou o executivo, tem pelo menos mais 19 projetos médios e grandes previstos para serem lançados esse ano.

O executivo afirmou que hoje há mais disponibilidade de capital para financiar o plano de crescimento da companhia do que no início do ano e que a tendência é de redução dos spreads (diferença entre o custo de captação e o de empréstimo). “Como não travamos o or¬çamento para 2010 e estamos vendo o mercado voltando com agressividade, a gente vai estar com aquele bom dilema entre crescer mais rápido e trabalhar com índices diferentes ou desalavancados através de equities (captações), mas acho que é cedo para falarem 2010”. afirmou.

Para o presidente da Gafisa, hoje a operação de equity não se justificaria para a entrega do plano atual. “A gente só faria equity se fosse para alavancar muito o volume. A qualquer momento, se notarmos demanda forte pelos nossos produtos, voltaremos a uma avaliação mais precisa sobre o financiamento, que pode ser puro ou combinado com equity”, explicou. De qualquer forma.

Oliveira disse esperai que a relação da dívida líquida da companhia sobre o patrimônio liquido, hoje em 66%, possa alcançar entre 80% e 85% no final deste ano ou no primeiro trimestre do ano que vem.

Oliveira avaliou, ainda, que a tendência dos empréstimos via Sistema Financeiro da Habitação (SIH) é de crescimento. No segundo semestre deste ano, informou, o volume de contratações do SFH é da ordem de R$ 500 milhões a R$ 600 milhões. A Gafisa manteve a previsão para o ano de vendas contratadas consolidadas entre R$ 2,7 bilhões e R$ 3,2 bilhões, dos quais R$1 bilhão a R$1,2 bilhão virão da Gafisa, R$ 1.4 bilhão a R$ 1,6 bilhão da Tenda e R$ 300 milhões a R$ 400 milhões da Alphaville. A empresa também prevê alcançar margem Ebitda consolidada entre 16% e 17%.

“Estamos bem posicionados para aproveitar o crescimento renovado do setor devido à nossa diversificada linha de produtos residenciais e à presença em vinte estados.” disse Oliveira.

Entre o segundo trimestre desse ano e o de 2008, o avanço no lucro líquido da Gafisa foi de 35,1%, para R$ 57,768 milhões. A empresa fechou os primeiros seis meses do ano com 3.219 unidades lançadas, R$ 1,393 bilhão em vendas contratadas, R$ 1,24 7 bilhão em receita líquida e R$ 250, 615 milhões em Ebitda.

 

Fonte: Jornal do Comércio

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s