Arquivo da categoria ‘midias sociais’

WikiMuito vemos falar sobre mídias sociais e pouco sobre o impacto colaborativo das mudanças que vemos no mundo.  Este livro, de Don Tapscott, apesar de ter sido escrito a dois anos, não perdeu a força por suas idéias originais, que podem ser entendidas e adaptadas para o momento que vivemos.

Aproveite esta promoção do Submarino: http://www.submarino.com.br/produto/1/1955787/wikinomics:+como+a+colaboracao+em+massa+pode+mudar+o+seu+negocio

 

Fiquei impressionado quando vi este vídeo do programa Reclame no Multishow. Tenho acompanhado alguns vídeos interessantes da Brastemp e o fato de ver uma empresa líder de mercado pensar tanto em inovação, criatividade e convergência mostra que não basta liderar, temos que trabalhar para nos mantermos neste lugar.

Veja o vídeo e como a Brastemp tem trabalhado a campanha crossmidia, que converge para a internet e não apenas para os pontos de vendas. Quando fortalecemos nossa marca, automaticamente fortalecemos nossas vendas.

Quando inovamos em produtos e serviços, navegamos no “oceano azul”.

Há algumas semanas falei um pouco sobre a nova rede social que está ganhando espaço: Quora. Um dos desafios era entrar “sem ser convidado”.

Desafio vencido!

Veja aqui como entrar na rede “pela porta dos fundos”.

Já testei e funcionou muito bem.

Ha algum tempo ouço Romeo Busarello, diretor da Tecnisa falar que lá eles tem um “vagabundo”.

A brincadeira se refere ao fato de que outros profissionais da empresa têm a impressão de que o gerente de mídias sociais da empresa, Beto Aloureiro, passa o dia numa boa, apenas navegando no Facebook, Orkut, Twitter e afins.  Fica “sem fazer nada de produtivo” o dia todo.

Talvez este exemplo mostre o quanto as empresas estão despreparadas para as redes sociais, mesmo que entendam a necessidade de estarem presentes e quererem utilizá-las para valorizar suas marcar – e não nos enganemos – vender mais. Mais do que propaganda, uma atuação consciente nas mídias sociais é uma resolução estratégica para as empresas.

Lembro-me de que, quando comecei com a internet, em 1995, a maioria das empresas queria “estar na rede”, mas não sabia nem como, nem o que colocar. Navegar pelos sites das empresas na época era encontrar fotos dos presidentes, catálogos online, bonequinhos animados dizendo que as áreas dos sites estavam em construção e coisas assim.

Foi preciso alguns anos e muito investimento – de tempo e dinheiro – para que as empresas começassem a entender que, mais do que estar na rede, é preciso interagir com quem visita o site. Este novo meio de comunicação impactou diversas áreas das empresas e fez com que a forma como nos comunicamos com os clientes fossem repensadas.

Em 2002/2003 quando comecei com a área de vendas online da Cyrela Incorporadora, ouvia muita coisa do tipo: “ninguém vai comprar imóveis pela internet”. Alguns meses depois vendemos a cobertura de um prédio de alto padrão nos Jardins, em São Paulo, em que o cliente, que morava nos EUA, veio apenas para assinar o contrato.

Hoje, é unanimidade que a grande mídia para o mercado imobiliário é a internet e, mais do que a forma de comunicação predileta dos clientes, é a mais barata para as empresas.

Voltando a falar de mídias sociais, na Frias Neto (imobiliária em que trabalho), fechamos no mês passado uma locação em que o primeiro contato foi pelo Twitter. Mérito da área de marketing da empresa e da corretora online Daniele, que identificaram a necessidade da cliente, fizeram a indicação dos imóveis pelo próprio Twitter e agendaram as visitas. Veja matéria no blog da Frias Neto: http://friasneto.wordpress.com/2011/03/01/frias-neto-usa-midias-sociais-para-atendimento-a-clientes/

O perfil da cliente? Geração Y!

Talvez você até me diga: “Mas é uma pequena fatia da população que pertence a esta geração e, muitas vezes, não tem potencial para compra de imóveis.” O mesmo que se pensava sobre quem acessava a internet há alguns anos e que – podemos notar – estava errado.

De qualquer forma, o impacto das redes sociais nas empresas parece ser irreversível e as que conseguirem transitar nas redes, sem ser invasivo, mas construindo sua marca e oferecendo serviços diferenciados,  estarão sempre um passo à frente do seus concorrentes.

Para finalizar o assunto do “vagabundo” da Tecnisa, veja abaixo um info gráfico interessante, publicado pela Social Cast sobre o dia-a-dia de um profissional especializado na gestão de mídias sociais.


A Frias Neto está buscando uma nova agência de Propaganda, antenada com mídias digitais e marketing online. Veja abaixo o texto publicado no blog da empresa.

Frias Neto inicia Processo de Seleção para Agência de Propaganda e Marketing

Publicado em 20/02/2011 por FriasNeto

A partir de 21 de fevereiro, a Frias Neto Consultoria de Imóveis inicia o processo seletivo para a contratação de uma agência de propaganda e marketing, que prestará serviços de assessoria nas diversas modalidades de comunicação através das mídias impressa, eletrônica e digital.

A comunicação direta e eficaz é um imperativo no mundo atual. O mercado em constante desenvolvimento incorpora cada vez mais as diversas formas de contato com o público, incluindo as mídias digitais como  Youtube, Orkut, Facebook, Twitter, Flickr, LinkedIn, entre outras, resultando na necessidade das empresas estarem preparadas nas diferentes linguagens para atingir diferentes públicos.  A sintonia com todas estas formas de interação é fundamental às organizações que valorizam o relacionamento com os clientes.

Com este perfil, a Frias Neto atua no mercado imobiliário de Piracicaba e Região desde 1989 e sua marca está consolidada junto à população da cidade que, hoje, reconhece o valor dos seus procedimentos éticos no atendimento aos clientes, valorizando todas as partes das negociações, seja ela em venda ou locação.

A Frias Neto se destaca, ainda, pela ênfase ao treinamento dos colaboradores visando o conhecimento técnico de suas funções e, ao mesmo tempo, a  atualização podendo oferecer consultoria coerente com a realidade.

Oswaldo Cambiaghi Netto, Coordenador do Departamento Interno de Marketing, afirma que “Para levar todo esse conceito ao conhecimento do público, além do importante processo de ‘boca a boca’, que envolve a satisfação dos clientes divulgada por eles mesmos, é preciso fazer uma divulgação bem feita, correta e realista dos acontecimentos e dos produtos ofertados”.

Para Netto, “a busca pela agência é uma necessidade para servir de suporte às estratégias da empresa. Precisamos de criatividade, soluções inovadoras, que consigam traduzir em linguagem atraente e clara os serviços oferecidos pela Frias Neto”.

Os interessados em participar do processo de seleção devem retirar o material, que contém as instruções do processo seletivo, junto ao Departamento de Marketing, na sede da empresa situada na Avenida dos Operários, 587, Cidade Jardim, em frente à agência central dos Correios.

Fonte: http://www.friasneto.com.br/blog

Guarde este nome, ou tente pronuncia-lo corretamente: Quora!

Trata-se de uma rede diferente, que nem é social nem microblog, mas é um lugar para encontrar não apenas pessoas, mas conversas interessantes. Auto-definido como “uma coleção continuamente melhorada de perguntas e respostas, criadas, editas e organizadas por quem quer que use”.

Segundo comentários, será uma fonte de conhecimento acumulativa, quase no estilo FAQ. Nele você não segue pessoas, mas assuntos. Mais um para competir pelo nosso tempo nada ocioso, com o Facebook, Twitter a afins.

Quer testar? vá em http://www.quora.com e… fique decepcionado!

Entrar? Só com convite e postar só em inglês, pois a equipe do Quora puxa a orelha de quem faz ou responde perguntar em outros idiomas.

Veja comentário em: http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2011/01/12/quora-adverte-quem-nao-escreve-em-ingles-923487778.asp

Quer saber porque você deve participar do Quora? Veja esta matéria muito legal do Rafael Gomes: http://www.midiatismo.com.br/2011/01/por-que-voce-deve-conhecer-o-quora.html

ou estes vídeos do seu funcionamento:

Alguém distribui convites?