Posts com Tag ‘windows 7 rc’

Adquiri nesta semana uma nova maquinha – pequena no tamanho mas com ótima performance, já começo dizendo – um netbook da Six.

Estava cansado do ótimo – mas pesado – notebook Latitude D520 da Dell e a algumas semanas estava pesquisando um netbook.

Precisava de uma máquina não muito básica e que pudesse ser utilizada bem no dia-a-dia sem grandes traumas e o transtorno de carregar um note pesado e que sempre ocupa muito espaço em mesas de reunião e palestras.

Além disso, queria uma bateria para algo entre 3 e 4 horas e um hd maior do que tinha no Dell (40 gb).

Pesquisei bastante, quase comprei um notebook de 12 pol (na verdade comprei, mas o submarino não tinha para entregar), fui a Santa Ifigênia e vi dezenas de máquinas acompanhadas de comentários do tipo “netbook é para quem só acessa internet”, “compre um notebook de verdade”, “ você não vai gostar dessa máquina”.

Minha primeira escolha foi um Netbook da Acer de 11,6 pol, lindo e fininho. Mas fiquei com medo do processador Atom Z520 que vinha máquina e dos comentários da lentidão que vi na internet.

A opção então seriam máquinas com Atom N270 ou N280. Buscava também 2gb de RAM e um hd no mínimo de 160gb.

Como tinha visto algumas máquinas no Carrefour, quando estive na tortura de compras mensais, voltei para ver e segue a máquina que escolhi:

computadores_netbook_windows

Preço bom, bem parcelado e foi pra sacola. Apesar de nunca ter ouvido falar na marca, acabei arriscando e, até agora, tudo bem.

O único problema foi ter visto com o Windows Vista, que ontem mesmo substitui pelo Windows 7.

Aliás, quem diz que o Windows 7 não roda nestas maquininhas talvez nunca tenha tentado instalar. A instalação foi relativamente tranquila (descompactei a imagem do sistema no note, utilizando o Alcohol 120% – ótimo programa trial – copiei no hd externo e atualizei o Vista).

Não dá para comparar a performance com a de um Core 2 Duo, mas, para mim, até agora tem resolvido o problema.

A tela de 10 pol também é pequena, mas a qualidade acaba compensando um pouco pois a nitidez é ótima. A única decepção tem sido a bateria, que deveria durar umas 4 horas, mas não passou de 2h30 até agora.

Por enquanto, instalei apenas o office e alguns aplicativos básicos – além de trazer todos os meus arquivos para cá.  Os próximos serão Dreamweaver e Photoshop (o grande teste da máquina).

Vou postando aqui conforme for instalando mais aplicativos e utilizando no dia-a-dia.

Anúncios

A Microsoft apresentou, em evento em San Francisco, testes que apontam o Windows 7 como um sistema capaz de gerenciar melhor o consumo de energia do que o Vista.

Para ilustrar o estudo, a companhia mostrou laptops idênticos rodando os mesmos DVDs de filmes longa metragem. Nas máquinas com Windows 7, a bateria durou até 20% mais em comparação a máquinas com o Vista.

Segundo a Microsoft, os ganhos de economia de energia giram entre 10% e 20% na comparação entre máquinas com Windows 7 e Windows Vista.

A companhia, no entanto, explicou que o nível de economia varia caso a caso e que o consumo de energia depende de muitos fatores, mas ressaltou que, de um modo geral, o Windows 7 leva vantagem significativa sobre o Vista.

O menor consumo é registrado já a partir do boot da máquina, que é mais rápido no Windows 7, diz a Microsoft. Os testes exibidos pela fabricante de software foram realizados em parceria com a Intel, que atestou o menor consumo de energia do Windows 7 em várias situações, como executar vídeos, navegar na internet e usar aplicativos de produtividade, como planilhas de texto e cálculo.

Além de dar maior autonomia a usuários que assistem um filme num voo longo, por exemplo, a Microsoft espera responder às pressões ambientais por aplicações que demandem menos energia.

Fonte: Info Online

Se realmente isso se confirmar, temos mais um motivo para os novos Netbooks virem com Windows 7.

Hoje já vemos o uso do Vista Basic em alguns modelos. Um sistema lento, chato e gastão de energia. Vi diversos posts na internet de usuários que tem instalado o Windows 7 RC nestas máquinas com ganhos de performance.

Será que finalmente teremos um sistema da MS que vale a pena ser instalado?

A licença de upgrade do Windows 7 Professional custa 397 reais, mesmo preço do Vista Business.

O preço é da lista de preços de produtos para empresas da Microsoft, que é distribuída mensalmente às revendas. Na lista de setembro, o Windows 7 comparece pela primeira vez, mas só na edição Professional, que sucede o atual Vista Business. Os valores publicados são de licenças para upgrade. Convertidos pela taxa de 1,83 real por dólar, ficam assim:

  • Normal (código FQC-02371) – 397 reais
  • Promocional (código FQC-02633) – 338 reais
  • Acadêmico (código FQC-02312) – 149 reais

As edições equivalentes do Vista não aparecem na lista de setembro. Para saber quanto custavam,  consultei a lista de agosto. O que pude constatar é que os preços normal e acadêmico do Windows 7 Professional são idênticos aos do Vista Business. Outra constatação é que os brasileiros vão pagar mais que os americanos pelo software. O preço normal no Brasil é 8% mais alto que o anunciado pela Microsoft nos Estados Unidos. Continuo aguardando os preços das demais edições do Windows 7, que já foram divulgados no exterior, mas não no Brasil.

Para aqueles que querem atualizar a versão rodando do Windows 7, ai vai a dica de outro blog do WordPress:

http://marlonpalmas.wordpress.com/2009/08/03/como-atualizar-o-windows-7-rc-para-o-rtm/

 Como forma de solucionar o caso antitruste que enfrenta na Europa, a Microsoft sugeriu incluir navegadores de internet rivais do Internet Explorer na próxima versão de seu sistema operacional, o Windows 7. A informação é do jornal The Wall Street Journal.

A Comissão Europeia informou, nesta sexta-feira (24/7), que a desenvolvedora norte-americana de softwares irá incluir uma tela que permitirá aos usuários escolherem navegadores alternativos ao seu programa browser.

A Microsoft é acusada de monopólio por incluir o Internet Explorer nas versões do seu sistema operacional. A investigação foi sugerida em 2007 pela fabricante do browser Opera.

Em junho, a Microsoft ofereceu, como solução, eliminar o Internet Explorer das versões europeias do Windows 7. A sugestão, contudo, não foi bem aceita.

A proposta atual é resultado de muitas conversas entre a empresa e a Comissão Europeia, e se aproxima do que vinha sendo sugerido à desenvolvedora.

Os fabricantes de PCs poderão instalar outros navegadores e, além disso, instalá-los como padrão se quiserem, afirma a Comissão.

A Microsoft ainda propôs melhoria da interoperabilidade entre produtos rivais do Windows e do Windows Server para finalizar outra acusação antitruste.

O órgão europeu ainda investigará a eficiência da oferta para ver se ela oferece uma “escolha real” ao usuário.

 fonte: Pcword

Notícia de ontem (25/06):

A Microsoft informou nesta quinta-feira (25) que seu novo sistema operacional Windows 7 será oferecido como atualização gratuita para todos os computadores com Windows Vista adquiridos a partir de amanhã.

O Windows 7, o novo sistema operacional destinado a substituir o criticado Vista, começará a ser vendido em 22 de outubro
“Caso seja comprada uma versão Windows Vista Home Premium, Windows Vista Business ou Windows Vista Ultimate PC, daremos uma versão similar do Windows 7, de forma gratuita”, explicou um diretor de marketing da Microsoft, Brad Brooks, no blog do grupo.

Depois de ter voltado atrás e liberado novamente a venda do XP, a Microsoft faz mais uma ação tentando evitar que sua imagem seja ainda mais comprometida com o Vista (se é que é possível).

É mais ou menos assim: compre nossa carroça que quando o carro ficar pronto enviamos para você.

Se pudessem, lançavam o Windows 7 hoje!

Após alguns meses de especulação e imagens “vazadas” em sites na internet, a Microsoft mostrou no blog oficial da equipe de desenvolvimento do Windows 7 as embalagens que abrigarão as cópias de seu novo sistema operacional, que deve chegar às lojas em outubro deste ano.

Segundo o texto, ao projetar as embalagens a empresa ouviu o consumidor, que pedia um design “simples, fácil de abrir e que evitasse o desperdício”. Elas mantém as linhas gerais usadas na embalagem do Windows Vista: caixas retangulares com o canto superior direito arredondado. Mas são mais finas e o estranho mecanismo lateral de abertura foi eliminado: agora elas abrem como uma embalagem de DVD.

O conteúdo da embalagem também foi simplificado, e agora inclui apenas o folheto com a arte da capa, o disco com o software e um guia rápido. O esquema de cores que diferencia as versões foi mantido: verde para o Windows 7 Home, azul para o Windows 7 Professional e preto para o Windows 7 Ultimate.

De acordo com a Microsoft, as novas embalagens, feitas com plástico reciclável, são 37% mais leves que as do Windows Vista. Claro que por trás de tudo isso também há um fator econômico: embalagens menores e mais leves usam menos material e ocupam menos espaço durante o transporte, o que resulta em redução de custos. Quem disse que ser verde não compensa?