Posts com Tag ‘piracicaba’

A maior cidade do país está cada vez mais caótica. Apesar de ainda ser a cidade das oportunidades, o melhor lugar para se trabalhar e estudar (segundo diversas publicações), a cidade não suporta mais seu próprio crescimento.

O carro chefe do desenvolvimento dos últimos anos – o mercado imobiliário, começa a sentir esse problema, já que não temos mais terrenos “bons” para novos lançamentos. A alternativa tem sido comprar vários imóveis, derruba-los e “fazer” um terreno para nova incorporação.

Este cenário fortalece a busca de construtoras pelo interior do estado. No caso de Piracicaba, já vemos lançamentos da Rossi Residencial, Cyrela e Alphaville (loteamentos), além, é claro, das construtoras locais.

Quanto ao mercado de Piracicaba, nada mais justo, já que o aquecimento é grande. Em agosto deste ano, a Frias Neto vendeu mais de 100 apartamentos de um lançamento em apenas 2 horas e meia, no pré-lançamento, praticamente sem nenhum anúncio, apenas atendendo a clientes da própria imobiliária e da prospecção realizada. Performance próxima dos melhores lançamentos do Rio de Janeiro e São Paulo.

Outros lançamentos do semestre seguiram a mesma tendência, tendo grande porcentagem vendida ainda no trabalho inicial, antes dos anúncios de jornais.

Isso é o que todos (Incorporadores, imobiliária, investidores e clientes) precisam. A velocidade de vendas gera a certeza de que o planejamento e desenvolvimento do produto foram feitos com acertividade.

O que vemos é que sempre que há uma maior participação, desde a venda do terreno e formatação do produto, de uma imobiliária que realmente conhece o mercado, os resultados de venda são melhores.

Para saber mais sobre a situação da cidade de São Paulo, veja matéria da Folha: http://www1.folha.uol.com.br/mercado/825888-capital-perde-participacao-e-responde-por-metade-dos-lancamentos-de-imoveis-na-gsp.shtml

Para saber mais sobre lançamentos em Piracicaba, acesse:  http://www.friasneto.com.br

As mudanças são complicadas. Segundo alguns, são sempre para o bem, mesmo quando não percebemos num primeiro momento. Creio nisso!

Algumas mudanças são esperadas – e conquistadas. Gosto mais dessas! E tento vivê-las sempre.

Neste final de semana, assisti Comer Rezar  Amar, um filme que me inspirou bastante. O fato da protagonista não só parar para pensar na vida, mas resolver agir, creio que foi o principal. Tantas vezes apenas reclamamos e não fazemos!

Ela buscou as mudanças – devo dizer, de uma forma um pouco radical e bagunçada. Mas procurou mudar. Teve a coragem para mudar. Quantas vezes ficamos amedontrados diante das mudanças? Quantas reagimos de forma a tentar manter o status anterior? – principalmente quando a mudança é indesejada ou não programada. No filme, vemos, apesar dos medos e consequências – muitas vezes desagradáveis – a força para mudar.

Está certo que aprender italiano na Itália, comer super bem e conhecer lugares maravilhosos tem suas vantagens. Mesmo assim, é necessário coragem e um pouco de loucura para enfrentar tudo isso.

Por fim, o filme me inspirou por mostrar que apesar de tentarmos escolher nossos caminhos, não temos controle total sobre eles. Ainda bem, se não, faríamos muito mais besteiras.  Nesta busca, quase cega, dependemos das mãos de Deus nos guiando por onde devemos andar e colocando pessoas e anjos nos nossos caminhos. Isso é viver!

Ha pouco mais de um ano estava escrevendo aqui sobre as mudanças – principalmente sobre minha mudança para o Rio de Janeiro. Muita coisa aconteceu, mesmo eu estando meio desconectado do Carvão Digital e tendo parado este projeto.

Hoje volto a falar de mudanças – agora estando em Piracicaba, interior de São Paulo, em uma nova fase elm que tivemos, eu, Cristina e Murilo (minha família – a quem sou eternamente grato), coragem para mais uma mudança, força para um novo desafio e amor para continuarmos juntos e unidos apesar das dificuldades.

Espero agora escrever muito mais do que nos meses anteriores e pelo fluxo de mensagens, acho que não é difícil. Afinal, como escrevi acima, gosto de mudanças como esta: conquistada! E que me dá mais entusiasmo para escrever.